Todas as publicações de: Arlete Gudolle Lopes

Arlete Gudolle Lopes

Sobre Arlete Gudolle Lopes

Arlete Gudolle Lopes é santiaguense, professora, palestrante e escritora. Casada, mãe de três filhos e avó de dois netos. Formada em Letras, especialista em Teoria e Prática do Processo Educacional. É autora dos livros “O inquietante perfume de cravos” e “Fugaz Eternidade”, além de artigos e poemas publicados em Zero Hora e outros jornais, sites e revistas do país. Em 2015 foi Patrona da Feira do Livro.
  • facebook


Sutilezas

(Arlete Gudolle) O longevo ato de viver acumula sutilezas, despercebidas àqueles que se embrenham na reiteração do cotidiano e deixam escapulir detalhes singelos, poéticos, capazes de abrandar a rotina da passagem do tempo. Uma folha que se desprende da árvore,…

Uma cidade para amar

(Arlete Gudolle) Quanto mais assisto a programas que versam sobre cidades e países, mais me orgulho de Santiago. Considero-a uma adolescente preparando-se para o primeiro baile ou para um cerimonial de casamento tal é o cuidado dos administradores em embelezá-la….

A introjeção dos preconceitos

(Arlete Gudolle) Há situações sociais que induzem a reposicionar valores e analisar a profundidade das discriminações. Se olharmos, sem censura, para dentro de nós, focarmos em fatos praticados ou assistidos, perceberemos não parecer tão bonzinhos como nos projetamos. Somos humanos…

A idade feliz e a solidão

(Arlete Gudolle) Sou fã cativa do Globo Repórter. A preferência recai sobre os programas cuja temática versa sobre a natureza, os animais e ressalta a beleza de países, cidades, mares, montanhas ou rios. Os que se reportam a pessoas, hábitos…

Foco inspirador

(Arlete Gudolle) A famosa fotógrafa Linda MacCartney, mulher de Paul, falecida em 1997, na hora de clicar as fotos, recomendava simplicidade à filha, fotógrafa também. Na vida, quanto mais elaboradas se tenta fazer as coisas ou se procura caminhos complicados…

Recordar para ser feliz

(Arlete Gudolle) Quando a saudade transborda de lágrimas a alma, o tempo, esse senhor soberano das horas, da vida e da morte, das semeaduras e das colheitas, da face lisa do que nasce e da tez emurchecida do que viveu…

Esses magníficos leitores!

(Arlete Gudolle) Dentre muitas atitudes que me despertam ternura e encantamento está gratidão, reconhecimento pelo bem recebido e desejo imediato de mostrar ao benfeitor o quanto suas palavras são gestoras de imensurável euforia. Essa sensação se amplia, ganha dimensão de…

Um novo ano dentro de nós

(Arlete Gudolle) Que 2020 entre de um jeito novo, sem ódios, mais amor e a intenção reiterada de exercitar a gentileza e a generosidade. Dispa-se dos preconceitos, das palavras raivosas, do olhar de lince sobre o outro e envolva-se na…

Acerto de contas

(Arlete Gudolle) Para muitos, dezembro é mês do ajuste de contas, de fazer o balanço do ano vivido, de contabilizar mais as perdas que os ganhos auferidos. Outros, simplesmente, deixam os dias correrem sem planos e vivem intensamente como se…

O tempo e a aprendizagem

(Arlete Gudolle) Com o tempo, aprendi que há mais solidariedade diante do sofrimento que com nosso sucesso ou felicidade. Aprendi que é muito mais fácil falar mal dos outros do que ressaltar-lhes as qualidades. Aprendi que as lamúrias incomodam muito…