Todas as publicações de: Arlete Gudolle Lopes

Arlete Gudolle Lopes

Sobre Arlete Gudolle Lopes

Arlete Gudolle Lopes é santiaguense, professora, palestrante e escritora. Casada, mãe de três filhos e avó de dois netos. Formada em Letras, especialista em Teoria e Prática do Processo Educacional. É autora dos livros “O inquietante perfume de cravos” e “Fugaz Eternidade”, além de artigos e poemas publicados em Zero Hora e outros jornais, sites e revistas do país. Em 2015 foi Patrona da Feira do Livro.


Saber envelhecer…

(Arlete Gudolle) Sem tempo para escrever um artigo novo, completamente absorvida com a visita de Marianna, a minha netinha, sem a presença dos pais, o que exige atenção e carinho redobrados, apresento a vocês um texto do qual já nem…

Um retrato desfocado do Brasil

(Arlete Gudolle) Passei a vida me empanturrando da esperança de que o Brasil se tornaria uma grande nação. Vi Getúlio Vargas se matar, envergonhado do seu governo enlameado pela corrupção. Vivenciei uma ditadura que parecia não ter fim cujas torturas…

Mudar o Brasil é possível?

(Arlete Gudolle) Ninguém ignora que a vida é a junção de alegrias e tristezas, saúde e doenças, encontros e desencontros, perdas e ganhos, dias felizes e outros repletos de infortúnios. Transmitir felicidade, alegria e satisfação à vida de com quem…

Uma viagem de nome esperança

(Arlete Gudolle) Já passaram duas semanas que o Ano Novo chegou à estação chamada Brasil. No trem que o conduzirá à viagem que durará 358 dias, se não puder ser o maquinista, seja o seu mais divertido passageiro. Procure um…

Santiago para recordar

(Arlete Gudolle) Para festejar Santiago, reviverei a cidade que abraça quem a respeita, retribui com carinho quem lhe gera orgulho e a outra que não existe mais, mas que gerou as bases para crescimento. Relembrarei ruas de chão batido, tormento…

A mágica força do abraço

(Arlete Gudolle) Sou econômica com finanças porque a vida me impôs a parcimônia no exercício pela sobrevivência. No entanto, sou perdulária no ato doce de abraçar. Para mim o abraço tem que ser um ato efusivo, acintoso, carregado de força…

Mais educação, por favor!

(Arlete Gudolle) Viver em sociedade implica seguir regras de comportamento e educação. Nada enobrece tanto quem cumprimenta as pessoas quando entra num ambiente mesmo que não as conheça. Finíssimo é quem avisa com antecedência quando deseja visitar alguém. Ao receber…

A poderosa força do elogio

(Arlete Gudolle) Dentre os muitos sentimentos de que gosto de cultivar, um deles é a gratidão. Sinto necessidade de agradecer quem me ajuda, que comigo é gentil, quem me cumprimenta mesmo sem me conhecer, que me atende com deferência em…

Adoradores de cães

(Arlete Gudolle) Falar sobre netos e cães, só o faço se a audiência fizer eco entre avós e adoradores de caninos. Isso por que os netos nascem em campo fértil da emotividade e não exigem o severo compromisso da repressão….

Gentileza e solidariedade existem, sim!

(Arlete Gudolle) Apesar de tanto desamor, não deixo de acreditar no poder da gentileza, da solidariedade e do compartilhamento do bem. Acredito nas pessoas porque vivi várias situações que comprovam isso. A mais recente foi em Foz do Iguaçu. Aventurando-me…