Todas as publicações de: Tadeu Martins

Tadeu Martins

Sobre Tadeu Martins

Nascido em São Chico, Tadeu Martins é casado com Rose Mari Martins com quem tem quatro filhos: Elisandra, Glauber Eduí, Igor Ramiro e Indira. Estudou Arquitetura na UNISINOS, Artes Instituto Fernando Barim. Membro fundador das Academias de Letras de Santo Ângelo e Santiago, patrono Aureliano de Figueiredo Pinto. Galeria de Honra dos escritores de Santiago. Delegado da Estância da Poesia Crioula do RS. Possui 12 livros editados. Como Artista Plástico realizou dezenas de exposições no Brasil e exterior. Prêmio Martin Fierro - DF. Galo de Ouro de Gramado. Destaque Artes Plásticas década 80 - RS. Vencedor e jurado dos principais Festivas de Músicas Nativistas - RS e SC. Várias Esculturas Públicas. Troféu Clave de sol - RS e Estado em Artes - RS. Poeta Homenageado Assembleia Legislativa Maçônica. Comenda Sepé Tiaraju, Canoas.
  • facebook


Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) O ego de cada um De vez em quando desfolha, As vezes chove vaidade As vezes chove e não molha, E o ego tem várias quinas Depende como se olha. O ego procura as voltas Pelas dores da…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Sempre tem ano que vem Sempre tem ano que vai, O dia que se levanta E tem a noite que cai, Tem dia inteiro da mãe Tem dia inteiro do pai. E cada tempo que passa Renovado na…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Dr. Aureliano Pinto Poeta sem parcimônias, Vaqueano de cem vigílias Honesto sem cerimônias, Com provisões de quietudes E doutor de mil insônias.. Dr. Aureliano Pinto Crioulo deste rincão, Do Espinilho ao Capão Ralo Quanta antiga devoção, Amando a…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Dia vinte e um de julho Do ano sessenta e nove, Tem gente que ainda duvida Pedindo que a história prove, E a lua velha se esconde Enquanto Santiago chove. Cinquenta anos atrás Que o Neil ganhou a…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Quando Santiago assopra A manhãzinha nas brasas, Cerração abre as cortinas A luz abençoa as casas, E os galos da vizinhança Tocam milonga nas asas. Aragem de Jaguari Vem com perfume de uva, Traz uns ares de saudade…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Centro Materno Infantil Será bom pra quem cochila, Dormir um pouco mais tarde Terminou uma quizila, Com as altas madrugadas Da velha e famosa fila. A saúde de Santiago Ficou mais humanizada, Garantindo o bem-estar Toda consulta agendada,…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Bem-vindos ao mês de julho Que chegou meio sem pressa, Pela metade do ano Que o que passou se despeça. É o mês da encruzilhada Que outra metade começa. Deixou o junho pra trás Que passou só de…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) A URI campus Santiago Te falo com muito orgulho, Promove sonoridade Trazida lá de um marulho, O seu Festival Nativo No sábado, 6 de julho. Aplaudiremos letristas Do mais diverso rincão, Os cantores nativistas Gaita,pandeiro e violão Por…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) Segue a saga dos buracos Do asfalto cheio de toca, Se a toca vira do avesso Vai virando maçaroca, Da estrada sacolejada De Santiago a Bossoroca. De tanto pulo e repulo Quem cruza vira pipoca, Quando uma roda…

Trovas do Atanásio

(Tadeu Martins) As ruas da minha Santiago Tinham a paz provinciana, As pessoas conhecidas Proseavam na ressolana, Notícia séria e fuxico Da fulana ou da sicrana. Assuntos das carreiradas De quem ganhava e perdia, Muita prosa das carteadas Comentários da…