Pirralha X Cavalão

Publicado por em .

(Valdo Barcelos)
O atual presidente, eleito pela maioria dos brasileiros e das brasileiras, o senhor Jair Messias Bolsonaro, parece fazer questão de competir com ele mesmo. E consegue, com frequência, se superar nas bravatas, no mau gosto, nas grosserias e nas “pataquadas” – como diria seu vice-presidente o gaúcho general Mourão. Uma delas foi chamar a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 16 anos, de “pirralha”. Foi após Greta ter criticado a política indigenista do Brasil, ao comentar assassinatos, no Maranhão, de duas lideranças indígenas da etnia Guajajara.
Quero fazer referência a um livro (que virou filme de mesmo nome) que muito me emocionou quando o li, bem como quando assisti ao filme. Recomendo ambos. Trata-se do livro intitulado Extraordinário, da escritora R. J. Palacio (Ed. Intrínseca, 2013). Nele temos um diálogo entre um menino e sua mãe. O menino nasceu com uma síndrome genética que deformou seu rosto. Mesmo após um grande número de cirurgias reparadoras, o menino continuou com deformidade facial. Em um diálogo entre o menino e sua mãe ela lhe aconselha: “Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil”. Nossa vida é feita de escolhas. Escolhas, essas, que têm consequências que terão, por seu lado, consequências. Ora, se escolhermos a gentileza, a delicadeza, a tolerância, a doçura do olhar, enfim, se escolhermos nos movermos pela emoção do amor, o que teremos como consequência é mais doçura, mais gentileza, mais delicadeza. Mais amor. Simples assim.
Difícil? Sim e não. Basta escolher. Nas últimas eleições presidenciais a maioria dos brasileiros e das brasileiras fez a opção pelo “capitão cavalão” – assim era chamado o capitão Bolsonaro, por seus pares no exército – e elegeram o atual presidente. Nada a estranhar, portanto. Foi o escolhido. Cabe continuar fazendo escolhas: Cavalão ou Pirralha, grosseria ou gentileza? Eis a questão! Faça a sua opção. Se nossa jovem democracia sobreviver, não muito longe poderemos ter novas eleições. Simples assim!