Precisamos de paz

Publicado por em .

Reprodução.

(Sandra Siqueira)
O ataque dos Estados Unidos à base do Irã, que acabou matando o gerenal Qassim Soleimani, o segundo homem mais importante daquele país, deixa o mundo em alerta. Há quem diga que o presidente Donald Trump tomou uma atitude intempestiva, sem avaliar as consequências. Já outros defendem que a atitude foi necessária, pois o Irã detinha armas químicas.

Especialistas afirmam que é impossível declarar uma guerra aberta contra os Estados Unidos, que é a maior potência bélica do planeta. Mas conhecendo o fanatismo dos iranianos (exemplo visto no funeral do general) é possível que reajam com ataques locais. O contraveneno seria mais ataques dos Estados Unidos, já que Trump ameaçou atingir 52 alvos militares iranianos.

Ainda não sabemos as posições de potências como a China, a Rússia e o Japão sobre isso. Israel está em estado de alerta permanente já que é um aliado dos Estados Unidos. O Brasil poderá sofrer alguma consequência na economia por causa do petróleo. O que de fato sabemos é que precisamos de conflitos, tudo por poder e dinheiro. O mundo precisa é de paz.