Sou mestre do meu destino, capitão da minha alma

Publicado por em .

Deficiências podem ser usadas como desculpas por você, mas você pode considerar degraus a serem drogados como a meta estabelecida.

(João Lemes) Um dos truques da oportunidade é que ela se disfarçar. Entra sorrateiramente pela porta dos fundos e, às vezes, toma aparência de uma derrota temporária. É por isso que muitos deixam de reconhecê-la.

E você? Tem o há o hábito de abandonar tudo quando é atingido por uma derrota temporária? Eis uma das causas mais comuns de fracasso. Todo mundo comete tal erro uma vez ou outra, diz o escritor Napoleon Hill.

O famoso Henry Ford dizia que o mundo tem mais desistentes do que fracassado. Tanto o sucesso quanto o fracasso, têm tem raízes em experiências simples que se inicia por uma disposição da mente com propósitos definidos e pouco ou nenhum esforço.

Quando o poeta inglês William Ernest Henley escreveu os versos “Eu sou mestre do meu destino, sou o capitão da minha alma”, informou que somos mestres por que temos o poder de controlar pensamentos. Precisamos magnetizar nossas mentes com o desejo intenso do sucesso e nos tornar conscientes da força que temos e que ela pode levar à criação de planos definidos para conseguir o que queremos.

Todos os que acumularam fortunas não ficaram pensando na sorte. É preciso entender que todos tiveram primeiro sonhos, esperanças vontades desejos e planos. O sonho não nasce da indiferença da preguiça, da falta de ambição.

Também todos os que obtiveram êxito na vida começando de baixo, passaram  dificuldades até chegar lá. A virada ocorreu em um momento de crise. Deficiências podem ser usadas como desculpas por você, mas você pode considerar degraus a serem drogados como a meta estabelecida.

Então, seja você também um mestre do seu destino, capitão da sua alma.