A CPI contra o prefeito que não ouviu o prefeito

Publicado por em .

Paulinho Salbego.

Prefeito Paulinho fala dos problemas e de como São Chico está driblando a crise

São Chico – O prefeito Paulinho Salbego, PDT, falou na pandemia, na “CPI dos terrenos”, na estiagem e seus reflexos na economia, enfim, fez um relato da situação econômica. Destacou o trabalho sério de sua equipe, a qual herdou muitas dívidas. No primeiro ano foram 10 milhões e 600 mil só com fornecedores, hoje tudo pago e o crédito da Administração recuperado. Por fim ele mencionou as eleições e agradeceu a todos por colaborarem com as medidas de segurança neste momento difícil.

Dívida herdada

Paulinho lembrou que herdou 10 milhões e 600 mil de dívidas. Só para o Hospital de Santiago, a prefeitura devia 200 mil. Em 24 meses, nossa administração recuperou seu crédito com fornecedores e colocou tudo em dia.

Economia histórica

O grande destaque da administração foi a economia de combustível. Só em diesel, em um ano, foram economizados 1 milhão e 260 mil reais, isso sem parar com o trabalho, revelou o prefeito.

Tempos de muitos prejuízos

“Pegamos a prefeitura com dívidas, depois veio uma tormenta, houve enchentes que levou bueiros, pontes, destrui estradas… Enfim, foram vários os problemas. Hoje vivemos uma estiagem que gerou muitos prejuízos no agronegócio, base da economia. Estamos levando até água ao interior. Por isso, agradeço também ao Exército.

Obras e maquinário

Destacou a frota renovada, seja em máquinas ou veículos para saúde, educação etc. Frisou a estruturação dos prédios públicos e o constante trabalho nas estradas.

Prejuízo no comércio

Hoje a pandemia tem afetado diretamente o comércio. “A gente sabe que não é fácil o comércio fechado, as pessoas sem poder sair de casa, sem poder trabalhar, mas todos colaboraram e por isso São Francisco não tem nenhum caso da doença”, destacou o prefeito.

A CPI contra o prefeito mas que não ouviu o prefeito

O prefeito diz que seguiu os mesmos trâmites legais para doação de terreno, que são seguidos desde 1994, desde administrações anteriores, ou seja, através de lei aprovada pelo legislativo que autorizava as doações e além das escolhas dos procedimentos.
“Asseguramos tudo foi praticado por autorização em lei e o critério principal sempre foi a necessidade e falta de moradia em benefício sempre do mais pobre. Quando a CPI foi aberta, me coloquei à disposição. No final, acabei nem mesmo sendo ouvido”.

Sucessão municipal

Quero dizer que me preparei para ser prefeito; estudei, fiz cursos por amar minha terra de São Chico. Em primeiro lugar vem o bem de todos e uma boa administração para honrar nosso nome, nossa cidade. “Este é um ano de eleição, mas só depois, no momento certo é que pensaremos na parte política. Peço a toda a equipe que faça o melhor e não procure exaltar isso, porque a nossa meta é o bem-estar de todos”.

Família – Agradecimento

“Por fim, quero agradecer a todos que colaboraram durante a pandemia estão colaborando. Também agradeço àqueles que rezaram pela nossa filhinha que nasceu com dificuldades e que está na CTI. Graças a Deus, em seguida ela estará conosco, para o nosso convívio”, encerrou o prefeito.

Entrevista completa no facebook do Nova Pauta e jornal Expresso.