A RGE na corda bamba

Publicado por em .

A RGE na corda bamba

Santiago – O auditório da Câmara lotou durante audiência para tratar sobre o descaso da RGE com os consumidores da região. As principais reclamações são sobre a demora no atendimento e religamento, dificuldades para contato pelo 0800 e fechamento do escritório no centro de Santiago. Participaram da reunião prefeitos da região, vereadores, representantes da Defensoria Pública, Promotoria, sindicados, associações e moradores do interior, que foram unânimes nas reclamações quanto ao atendimento feito pela RGE.

Prazo de 30 dias
O gerente operacional da RGE, Marcos Vinícius, ouviu as reivindicações e disse que levará à direção-geral da concessionária os posicionamentos da audiência pública. Os diretores da RGE pediram um prazo de 30 dias para garantir um melhor atendimento e apresentarem soluções. Após esse período, se nada for feito, a Promotoria deverá ajuizar uma ação civil pública, por desrespeito aos direitos dos consumidores.