A saída dos cubanos deixa o interior sem médicos

A saída dos cubanos deixa o interior sem médicos

A médica cubana Yari Torres (D).

São Vicente – secretária de Saúde, Karine Flores, informou como ficará o atendimento após a saída das duas médicas cubanas do ESF Central e Vila Rica, trabalho que encerrou na última quarta, 21. Conforme Karine, os atendimentos no interior foram suspensos até a contratação de novos médicos. Na cidade, o atendimento no ESF Lauro Prestes seguirá de segunda a sexta no turno da manhã. Já os moradores que consultavam no ESF Vila Rica terão que ir até o ESF Central, onde o atendimento será nas segundas, quartas, quintas e sextas à tarde, com apenas 10 fichas para cada área.

Atendimento para todos
A secretária ressalta que os casos mais graves serão encaminhados ao hospital da cidade como já era feito. Ela pediu a colaboração de todos e disse que ninguém ficará sem atendimento. Espera, ainda, que as duas vagas sejam preenchidas no edital lançado pelo Governo Federal no último dia 19.