Adeus ao velho urutu: Chegou o Guarani

Publicado por em .

O general Flávio Lajoia convidou imprensa e autoridades para apresentar os oito novos blindados de fabricação brasileira que acabam de chegar; o blindado Guarani. O comandante da 1ª Brigada disse que tal aquisição coloca Santiago no programa estratégico Guarani. “O Exército está de parabéns. Santiago e sua gente estão de parabéns. Eis mais um patrimônio que devemos cuidar e zelar com total dedicação”, explicou Lajoia.

Abram cancha para o Guarani
Nos anos 80, dois veículos desenvolvidos pelo Exército Brasileiro ficaram famosos por seu desempenho em tarefas militares no mundo. O urutu e cascavel serviram aos países do Oriente Médio, da África e da América Latina. Em 1993, com a falência da Engesa (que fabricava os veículos), a produção foi interrompida e até hoje não havia substituto. Agora o Exército está estreando um novo veículo: o Guarani.

Guarani é uma família de veículos militares blindados, sucessor do tradicional Urutu.

Moderno e versátil
O Guarani foi desenvolvido pelo Exército em parceria com a Iveco, empresa do Grupo Fiat. Ele reúne as virtudes do Urutu, incorporando outros atributos, se tornando o mais moderno carro de combate brasileiro.

Câmbio automático, direção hidráulica e ar condicionado
O blindado pesa 16 toneladas, tem 11 lugares, atinge até 90km/h e anda tanto na terra como na água. Seu câmbio é automático com seis marchas, tem direção hidráulica e ar condicionado. Sua função é deslocar as tropas em patrulhamento como em situações de combate armado. Por isso, seu principal compromisso é com a segurança a bordo.