Aglomeração e reclamações

Publicado por em .

Santiago – O domingo estava convidativo para um chimarrão e uma roda de conversa entre amigos. E foi o que fizeram os santiaguenses. Mesmo em meio à pandemia, muitos foram à avenida Alceu Carvalho, tradicional ponto de encontro, ignorando as recomendações de distanciamento. Rodas de chimarrão, de bebidas, pessoas sentadas à beira dos veículos, nos barrancos tomaram conta das proximidades do posto Pôr do Sol. Também há relatos de aglomeração em outros locais, como no ginasião.

Tiago Gorski.

Concientização pelo o amor ou pela dor”, diz o prefeito

Na segunda o prefeito Tiago se manifestou e disse que não vai [woocommerce_members_only] tolerar aglomeração na rua. Será colocada uma sinalização específica na avenida (perto do posto) proibindo o estacionamento aos sábados de tarde, domingos e feriados. Quem descumprir será penalizado conforme o Código de Trânsito.
“Ou as pessoas se conscientizam pelo o amor ou pela dor e nós percebemos que muitos estão aguardando uma punição. É inadmissível numa situação de pandemia ter pessoas que estavam lá despreocupadas com a sua saúde e também com a saúde dos outros”, disse o prefeito na Rádio Santiago.

A repercussão

A matéria foi divulgada domingo à noite no site Nova Pauta, onde centenas se manifestaram. Veja alguns:

Diego Fiorenza – “Cruzei no posto e me apavorei com a aglomeração. Peço a gentileza de fazerem o registro e ajudarem a conscientizar as pessoas da importância dos cuidados, e alertarem as autoridades para a necessidade de fiscalizar e coibir esse comportamento”.

Ana Silvia Vielmo – “A educação dos santiaguenses é invejável. Bora mostrar para o mundo a educação do povo.Toda regra tem exceção. Se não tem respeito pela própria vida, respeitem pelo menos os profissionais da saúde, que estão trabalhando arduamente para salvar vidas”.

Vera Batista Bohnert – “Vamos multar esse povo. A lei é para todos. Coloquem o Exército e Brigada juntos para pôr ordem nesse povo sem noção”.

Simone Machado – “Por que o uso de máscara e de outras medidas só valem para o comércio? Não é somente aí que está errado. Se vale para um, vale para todos. As regras e a fiscalização devem ser geral. Se não, do que adianta?

José Carlos Trindade – “Aqui em Santiago falta nosso prefeito tomar uma atitude, ou será que não tem peito para mostrar que ele que manda? Vamos multar esse pessoal. Não adianta ficar de mimimi, vamos tomar uma atitude”.

Maria Eduarda de Oliveira – “É um absurdo! Não podemos visitar os parentes (tios, avós…), mas essa aglomeração pode? Não dá para entender”.

Maurício Corrêa Ramos – “Quem puder fica em casa bem quietinho e para de ficar dando bandinha com o celular na mão para bater foto e filmar. Depois fica postando e fazendo fofoca, pagando de fiscal”.[/woocommerce_members_only]

[woocommerce_non_members_only]Conteúdo liberado somente para assinantes. Assine aqui![/woocommerce_non_members_only]