Brutalidade em São Chico

Os radialistas Valdevi Maciel e Lauro Gonçalves.

O radialista Valdevi de Lima Maciel foi agredido pelo funcionário público Miguel Floreni Berens Lamberti, 52 anos. Tudo começou depois que uma vereadora falou na Câmara que viu um caminhão da prefeitura entregando tijolos em horário de expediente. Ela fez um pedido de explicações à Prefeitura. Os radialistas Valdevi Maciel e Lauro Gonçalves comentaram o fato na emissora. Miguel não gostou e agrediu Valdevi na cabeça com um facão na saida do trabalho. Lauro fugiu.

A voz que não se cala
Valdevi é muito conhecido na região. Além de comunicador, é professor, historiador e costuma apresentar eventos gauchescos. Ele foi medicado, registrou ocorrência por tentativa de homicídio e depois gravou um vídeo dizendo que sua voz não vai se calar diante dessa agressão covarde.

Valdevi de Lima, Miguel Berens e Marize Sudati.

Versão do agressor
Já o agressor Miguel Berens disse que eles citaram o nome de sua mulher e que ele também teria sido beneficiado, mas os tijolos foram doados a ela porque está inscrita no Núcleo de Identificação Social. “Jamais me envolvi em brigas, mas quando se mexe com família, qualquer um perde a razão”, diz Miguel.

Nada errado
A secretária de Desenvolvimento Social, Marize Sudati, disse que a referida senhora esteve na secretaria pedindo 400 tijolos para fazer um poço negro. Como estava inscrita no Bolsa-Família, ela autorizou a doação sem problema algum.