CLOROQUINA: usar ou não usar? Veja o que dizem os especialistas

Publicado por em .

Reprodução.

Médico recomenda a
cloroquina na rede pública

O coordenador do comitê de controle do coronavírus em São Paulo, o médico David Uip, disse que recomendou ao ministro da Saúde a distribuição da cloroquina na rede pública para combater o coronavírus. A medida valeria, no entanto, sob duas condições: que o médico receite e o paciente autorize.

Cardiologista admite
que tomou cloroquina

O médico do Sírio-Libanês tomou cloroquina junto com outros medicamentos após ter ficado dez dias em tratamento para se curar. “Nunca fiquei tão mal na vida”, disse ele, defendendo o uso do medicamento.

Mandetta diz que médicos
podem prescrever cloroquina

O ministro da Saúde alertou também que ainda existem poucas evidências sobre a eficácia do medicamento, que pode causar efeitos colaterais.

Reprodução.

Médicos afirmam que é cedo para
dizer se cloroquina é eficaz

Os primeiros resultados de pesquisas com pacientes infectados pelo novo coronavírus não devem sair antes de 40 dias. Arritmia cardíaca e problemas no sistema nervoso são efeitos colaterais da substância.

Cloroquina e outras drogas não têm
eficácia comprovada contra o coronavírus

EUA – Agência reguladora retira orientações sobre uso da Cloroquina contra o coronavírus. A página do Centro de Controle de Doenças tinha orientações sobre como prescrever os medicamentos. Uso das substâncias (como a Cloroquina) foi defendido por Trump, mas sua eficácia não tem comprovação científica.

Mais de mil mortos ao dia
O país registra 1.939 mortes nas últimas 24 horas. Este é o número mais alto para um único país desde o começo da pandemia. Com isso, o número de mortos no país passa de 12 mil e 800.