Estamos preparados?

Publicado por em .

Reprodução.

(Sandra Siqueira)
A suspeita de casos do novo coronavírus, doença viral que já levou à morte alguns chineses, obriga o Ministério da Saúde a se pronunciar sobre o caso. De fato, poucos casos estão sendo monitorados oficialmente no Brasil. Os pacientes se enquadraram na atual definição de caso suspeito para o novo coronavírus (nCoV-2019) estabelecida pela Organização Mundial da Saúde, ou seja, apresentaram febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório e tinha viajado para região de contaminação nos últimos 14 dias.

O sistema é robusto
Numa campanha em nível nacional o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirma que está vigilante e se preparando contra o novo coronavírus. “Temos um sistema reconhecidamente robusto, que já passou por esse tipo de situação em três momentos intensos. No caso da SARS (síndrome respiratória aguda grave causada pelo coronavírus originário), pela H1N1 (influenza) e Zika. Então, agora estamos preparados para monitorar todo esse quadro, aguardando o que a ciência nos apresenta”, afirmou.