Ex-prefeito diz que vai provar inocência

Publicado por em .

Alcides Meneghini.

Capão do Cipó – A Rádio Nova Pauta recebeu o ex-prefeito de Capão do Cipó, Alcides Meneghini, MDB. Ele veio esclarecer sobre a condenação pela Justiça Federal. Meneghini foi condenado por ter sido, no entendimento da juíza Federal de Santiago, o mandante de um atentado contra o sindicalista Giovani Diedrich, em 2018. Ele esteve acompanhado do seu advogado Miguel Garaialdi.

Sem provas

Os dois sustentaram que não há provas para [woocommerce_members_only] a condenação. Só o que existe são testemunhais dos envolvidos no crime. Meneghini reforça que não tinha desavença com sindicalistas, algum atrito entre os dois foi resolvido no âmbito da própria Justiça, portanto, ele não tinha motivos para cometer tal atentado. O advogado Miguel Garaialdi avisa que vai recorrer nas instâncias superiores e provar sua inocência.

Miguel Garaialdi.

O verdadeiro culpado

O ex-prefeito disse que sempre foi uma pessoa pacífica e procura resolver seus problemas da melhor maneira. Informa, ainda, que um dos envolvidos é o maior suspeito. No entanto, para livrar-se, acabou acusando-o. Esse sim tem atritos com a vítima em função de um furto de pneus que aconteceu na prefeitura.

Uso do aparato público, quem vai pagar por isso?

Meneghini também questiona; a pessoa (no caso, o sindicalista) que denunciou irregularidades nas obras da Funasa usou um aparato da justiça e da Polícia Federal em vão, pois ele sabe que também será inocentado dessa questão.

Eleições

Sobre as eleições municipais, nada impede o ex-prefeito de concorrer, visto que a ação é apenas em primeira instância. [/woocommerce_members_only]

[woocommerce_non_members_only]Conteúdo liberado somente para assinantes. Assine aqui![/woocommerce_non_members_only]