Governo pode acabar com o horário de verão

Está nas mãos do presidente Temer a continuidade ou fim do horário de verão. Após a conclusão de estudos que mostram que o horário de verão não proporciona economia de energia, o Ministério de Minas e Energia decidiu encaminhar a questão para instâncias superiores. Prevendo polêmica, já que o assunto divide opiniões e tem amantes e detratores, o governo estuda fazer uma enquete nas redes sociais para deliberar sobre o assunto. Se vigorar neste ano, o horário de verão começa em 15 de outubro e termina em 17 de fevereiro.

 

A conclusão dos estudos sobre a aplicação do horário de verão já havia sido informada em junho. Na época, o ministério de Minas e Energia já havia constatado que a mudança nos hábitos do consumidor e o avanço da tecnologia tornaram mínima a economia de energia que o horário de verão proporcionava no passado. Nos países desenvolvidos, o horário de verão é mais extenso do que no Brasil. Na Europa, vigora de março a outubro; nos Estados Unidos, México e Canadá, de março a novembro; na Austrália, de outubro a abril; na Nova Zelândia, de setembro a abril.