Neomir Alcântara: “Querer diminuir a desigualdade não é coisa de comunista. É coisa de humano sensível”

Publicado por em .

Ex-vereador projeta tempos muito difíceis para o Brasil, classifica o governo Bolsonaro como desastroso e diz que em Capão do Cipó é sempre “mais dos mesmos”.

Neomir Alcântara é agrônomo, produtor rural e membro do PT. Foi vereador em Santiago e até já concorreu a prefeito. Hoje mora em Capão do Cipó, de onde acompanha a política regional e nacional. Ele foi o convidado do programa “Debate”, da Rádio Nova Pauta. Dentre outros temas, mencionou preocupação com o rumo que Capão do Cipó vem tomando nesses anos e classificou a política como “mais dos mesmos”.

A hegemonia do PP em Santiago e a vez em que a oposição quase chegou

Alcântara lembra que o PP em Santiago está no poder não por acaso, mas porque sempre prepara o caminho. Há um no comando e outro já está logo ali, sendo preparado. Nos últimos anos, a vez em que a oposição chegou mais perto (após a administração Vulmar Leite, em 92) foi com Accácio e Ivana, em 2000, pelo MDB. Foi no ano em que o próprio Alcântara concorreu a prefeito pelo PT. Accácio enfrentou o falecido Chicão, PP. “Naquela vez, faltaram só 500 votos”, disse Alcântara.

Hegemonia conservadora jamais sonhada nem pela direita

Essa hegemonia do PP se dá pela força do campo e vem lá do Congresso. “A bancada ruralista é a mais estruturada e a que consegue aprovar o que quiser. Consegue manter todos os seus privilégios no campo e peitar qualquer governo. É de uma hegemonia conservadora jamais sonhada nem pela própria direita. E nós vamos pagar muito caro por isso, com um país onde a pobreza cada vez aumenta mais”.

O comando do PP está ligado à força do campo

“Como a nossa região é veiculada ao setor rural, essa expressão que se dá no congresso se dá também nas pequenas cidades. O homem do campo tem uma tendência conservadora. Ele consegue pegar sua expressão econômica e jogar dentro do Congresso. Nossa região, que é líder em produção primária, reflete esse fenômeno nessa hegemonia do PP”.

Neomir Alcântara.

A direita, o retrocesso e os novos mendigos

Para Alcântara, a direita pensa nas coisas mais antigas; é contra as grandes mudanças. Pensa ainda no homem mandando na mulher etc. “Do ponto de vista econômico, líderes assim são

Conteúdo liberado somente para assinantes. Assine aqui!