O coronavírus, as linhas de raciocínio, o enclausuramento e a economia

Publicado por em .

 

João Lemes, Sandra Siqueira e Márcio Brasil.

Por João Lemes
O triunvirato voltou
Hoje reestreamos na rádio Nova Pauta o trio de comunicadores que por anos atuou junto; João Lemes, Sandra Siqueira e Márcio Brasil. Com a mudança na grade da emissora, não há convidados, daí a necessidade de resgatar esse trio.
Obs. “triunvirato”. Veja no final.

É fake news!
Já na abertura do programa, uma saraivada de críticas às fake news. Aqui em Santiago teve gente que chamou a pessoa que contraiu o vírus, de “desgraçado”. Essa voz foi reproduzida na rádio, assim como outras tantas que falaram demais.

Alerta!
Avisos sérios, descobertas, maravilhas que possam surgir, jamais virão por meio de áudios whatsapp. Prestem atenção nisso e fiquem calmos.

Do que a gente menos precisa agora é de mentiras.

Palmas à Homeo & Fito!
Um exemplo vem da equipe da farmácia da Pinheiro Machado. Desde o ano passado a matéria-prima do álcool em gel vem subindo. Outros subiram ainda mais. Essa empresa fez o contrário; deixou o preço igual ao do ano passado.
Obs. O estoque acabou. Não há previsão de reposição. Pena…

Tudo parado? Os correios, não!
Essa entidade é essencial, ou a contas não chegariam até você. Trocadilho de lado, é lógico que a missão dos Correios é importante, justo agora que ninguém sai de casa.

Sorveteria, pode?
Alguém passou e viu uma sorveteria aberta. Pior! Havia um idoso lá dentro tomando um sorvetinho. Esse departamento é essencial porque se enquadra no quesito alimento. Quanto ao idoso, ele e tantos outros são loucos por sorvete.

Milagre do álcool em gel
Muitos dormem e acordam pensando no “milagre do álcool em gel”. Verdade! É quase um milagre. Mas esse milagre também pode ser conseguido com o sabão. Até mesmo o antigo sabão de soda. Só use álcool em gel onde não se consegue lavar as mãos.
Dica: leve um pedaço de sabão na bolsa, ou até líquido. O vírus vai detestar.

Baita sacada
A loja Stúdio Z está vendendo máscaras reaproveitáveis. Você pode usá-las e depois lavá-las. O custo direto é 15 reais. (fone: 9.9723 6469). Em breve mais detalhes aqui no site.

Quem quer máscaras?
Em São Chico há uma vereadora distribuindo máscaras, fazendo fotinhos e postando. A Vigilância alerta que só empresas habilitadas podem fazer esse serviço.

Adversários da vereadora já disseram que ela tenta tirar uma lasquinha do difícil momento. Quer ajudar, doe esse dinheiro que os órgãos de saúde dão jeito de usá-lo.

Quem tem razão? Mandetta ou Terra
Sobre esse enclausuramento, há duas linhas de raciocínios. Uma é a do ministro Mandetta, que segue a OMS – e de praticamente todos os profissionais de saúde do mundo. A outra é a linha de Bolsonaro e do próprio ex-ministro Osmar Terra.

O Terra anda na lua?
Terra é contra o enclausuramento, assim como vem sendo feito. Ele entende que as aulas das crianças devem ser retomadas. Que o vírus vai ter que ceder frente aos nossos anticorpos, que não serão desenvolvidos caso não tenhamos contato com ele. Será?

Osmar Terra foi um dos que ajudou a combater a famosa gripe A.

O velho Dráuzio
Agora, se formos ouvir uma autoridade de saúde (da Globo) chamada Dráuzio Varella, saberemos que nada é brincadeira. Basta ver o drama de outros países.

Esqueça isso nesta hora!
Dráuzio pede para esquecer frases do tipo: “Eu gosto de um candidato, um determinado político, então acredito só nele. Daquele eu não gosto, não votei nele, portanto, não acredito nele”. Isso já era! Agora é atenção, cuidado e união!

Somos sempre levados a crer na ideia que mais nos agrada, que nos faz bem. Mas a razão deve agir neste momento, mais que a emoção, a vontade…

No final…
E no final? Como disse o sábio professor Girardon, no final disso tudo cada qual seguirá em defesa do seu pensar; “nos salvamos porque ficamos em casa”; “nos salvamos porque saímos de casa”.

Até quando aguentaremos encerrados?
Meu pensamento é que, depois de 20 dias, as pessoas vão sair de casa. Principalmente quem não terá mais nem para a comida. Então, não vamos ter como segurar esse povo. Caso Santiago consiga, nas grandes cidades o rumor é outro. Certas pessoas já não têm o que comer. Muitos trabalham de dia para comer à noite. E aí? Como fica?

Economia:
Setores que sofrem…
Todos os setores estão sofrendo e os empresários dizem que se tudo seguir parado, o drama será ainda maior.

Levanta, Santiago!
Quanto ao comércio local, é preciso haver uma campanha urgente para que cada tostão fique no município. É necessário um levante para que ninguém compre pela internet (tendo aqui o produto). Que ninguém busque nas Amazons e Havans da vida o que há na cidade. Temos que saber que cada centavo será importante para nossa reconstrução.

Promoção e mais promoção
Então, que as empresas repensem qual a melhor saída, qual produto será mais vendido, que promoção adotar e fazer uma limpa de estoque assim que a poeira baixar. Afinal, o dinheiro não foi embora. Ele está na cidade. Pode até ter trocado de mão, mas está aqui entre nós. Quando o vírus for embora, vamos todos recomeçar e muito mais unidos e fortalecidos.

História
Os triunviratos surgiram por causa extenso território romano. Um único governador não dava conta de tudo. O primeiro triunvirato foi uma aliança em 60 a.C., entre Júlio César, Pompeu e Marco Crasso.