O gol contra o Estádio Alceu Carvalho

Publicado por em .

O escritor e desportista Tito Beccon publicou artigo no jornal Expresso, dando contra a renomeação do estádio do Cruzeiro, de Alceu Carvalho para José Francisco Gorski.

“Como todo gol contra, este aconteceu num momento de extrema infelicidade. Em plena pandemia. Não sei nem o nome dos zagueiros que o cometeram, porque deve ter sido obra coletiva, ainda que de muito poucos. Recebi da amiga Liana Carvalho a notícia. Estavam retirando o nome de seu pai Alceu Duarte de Carvalho, do estádio que ajudou a construir”.

Homem público sábio e cuidadoso

“A atitude da diretoria do Cruzeiro, trocando o nome do estádio é rápida, cheia de boas intenções e inapropriada. O homenageado seria o primeiro a não aprová-la. Chicão era um ser sentimental, afetivo e apreciador da calma ao tratar questões como essa. Se o atleta era competitivo, o homem público era sábio e cuidadoso com as coisa históricas”.

Gol de placa

“Toda justiça para Chicão, mas sem desmanchar os alicerces antecedentes. Como? Discutindo, debatendo, com toda a sociedade. Que tal aquele trecho de rua em frente ao Estádio Alceu Carvalho passar a ser denominado Largo José Francisco Gorski? E o pavilhão da social? Nada mais merecido. Enfim, as forças vivas da cidade devem se manifestar criativamente. Talvez só acrescentar e não retirar…Torço para um gol de placa!”, escreveu Tito Beccon.