Prefeitura condenada por contratações irregulares

Prefeitura condenada por contratações irregulares

Nova Esperança – Uma multa de 223 mil deixará um rombo nas contas da Prefeitura. O prefeito Antão Perufo (PP), desembolsará mais de 223 mil para pagar uma condenação ao Ministério do Trabalho. Conforme o prefeito, em dezembro de 2006, o ex-prefeito Mauro Lovato (PP) assinou um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) comprometendo-se em contratar funcionários mediante concurso ou processo seletivo. Caso descumprisse, pagaria multa de três mil reais por contratação. Mas, de 2009 a 2012, o prefeito Segato (PDT) contratou 60 funcionários no regime de contrato emergencial. A conta chegou agora, e com juros. O prefeito Antão foi a Porto Alegre tentar reverter a multa em bens para o município, mas por enquanto não obteve sucesso.