Seguro-desemprego: O número é alto no RS, mas os pedidos diminuíram 37% em relação a maio

Publicado por em .

Reprodução.

Em junho, o RS foi o quarto estado que registrou mais pedidos de seguro-desemprego. Foram mais de 41 mil solicitações, 25% a mais do que o mesmo período de 2019.

Conforme a Fundação Gaúcha do Trabalho, o número ainda é alto, mas apresentou melhora em relação a maio, quando o Estado recebeu 66,8 mil pedidos, um recorde na série histórica desde 2011. Esse período também foi o pior em todo o país comparado com os últimos três anos. No Brasil, em maio, foram requeridos quase 1 milhão de pedidos de seguro-desemprego. Nos anos anteriores, as solicitações ficavam na casa dos 600 mil.

A maioria dos desempregados gaúchos são homens. A faixa etária é de 30 a 39 anos, seguido por pessoas de 40 a 49 anos e de 18 a 24 anos (19,3%).

Os setores que mais demitiram foram serviços (34,4%), seguido do comércio (27,9%) e da indústria (27,1%). (Diário de SM).