Sem exame não tem desfile, só confusão

Santiago – Mais de mil cavalarianos já tinham passado pela avenida Júlio de Castilhos na manhã do dia 20 e o desfile estava para terminar quando um tumulto chamou a atenção do público. No momento em que a última entidade iria fazer sua apresentação, um grupo de 50 cavalarianos do Movimento Pátria Livre (grupo de santiaguenses) misturou-se ao piquete e tentou desfilar também. No entanto, eles não tinham apresentado o exame negativo de mormo e de anemia equina e, assim, foram impedidos pelos brigadianos do pelotão de operações especiais. Segundo os líderes do grupo, eles pretendiam protestar contra a exigência dos exames e, alguns mais exaltados, tentaram incitar o público contra os policiais. Um dos líderes acabou levado à Delegacia. 

Conteúdo liberado somente para assinantes