Skatistas livres para andar e atordoar

Santiago – De tempos em tempos aumenta o número de jovens praticando o skatismo em Santiago. Mesmo com uma pista só para esse esporte, muitos tendem a usar as ruas centrais e as calçadas. O Calçadão e a calçada frente ao Sicredi são seus pontos preferidos. Com isso, as reclamações são constantes devido à disputa entre skatistas e pedestres como idosos, crianças e portadores de deficiência.

Pelo vácuo da lei
Conforme o soldado Bittencourt, assessor de comunicação da Brigada Militar, por várias vezes a polícia aborda esses jovens com o intuito de orientá-los. Por outro lado, informa que a questão dos skates ficou em um “vácuo legislativo”. “Eles não são veículos como bicicletas e similares, portanto, não há nada que os proíba de andar em calçadas e ruas. O que existe em alguns municípios é o termo de ajustamento de conduta firmado entre Promotoria e órgãos interessados no tema. Não é uma lei, apenas um compromisso entre os participantes de cumprir o que foi estabelecido”, explicou.