Transtorno do pânico, entenda para vencer!

Publicado por em .

Luíza Minozzo.

Nós vivemos uma exposição enorme ao estresse, com poucas oportunidades para relaxar toda a tensão e os desgastes do dia a dia gerando assim, crises de pânico. A dor no peito por exemplo é um dos sintomas .Também é um dos que mais causam medo e levam às pessoas as emergências cardiológicas.

Com isso, quem sofre do transtorno do pânico sofre muito durante as crises e durante o intervalo entre elas também, pois não faz ideia de quando uma vai ocorrer novamente, pode ser a cinco minutos, cinco dias ou cinco meses, trazendo um alerta que deixa a qualidade de vida da pessoa comprometida. Essas crises duram geralmente de 10 min. a 30 min., sendo, comum ocorrer quatro ou mais sintomas como: tremores, taquicardia, náuseas, tontura, formigamento, sudorese, calafrios ou onda de calor, sensação de asfixia, dor e desconforto torácico, medo de perder o controle, medo de morrer.

Se você teve qualquer sintoma típico de crise de pânico, procure um tratamento adequado, que geralmente é tratado com medicamentos e psicoterapia. Os remédios reduzem a ansiedade, aliviam os sintomas e reduzem as crises, mas é com a psicoterapia realizada com um psicólogo que vai ajudar a pessoa a superar. Além disto, ajuda a entender o que é a crise de pânico, descobrir, expressar e superar os sentimentos e preocupações que são as causas do pânico.

Uma dica da psicóloga Luíza Minozzo. CRP 07/25.175. Fone: (55) 99918-9115.