Ulbra deve 8 bilhões e entra em recuperação judicial

Publicado por em .

A Ulbra pediu recuperação judicial. A instituição de ensino enfrenta uma crise desde 2002, quando o endividamento passou a crescer de forma acelerada. A dívida a ser negociada é de 2,4 bilhões. O valor engloba débitos financeiros e com fornecedores, além de 315 milhões de créditos trabalhistas. O endividamento total da Ulbra, no entanto, é de 8,2 bilhões. O valor inclui 5,8 bilhões em dívidas tributárias, que já foram negociadas e estão sendo pagas parceladamente. 

O reitor da Ulbra, Ricardo Willy Rieth enfatiza que a recuperação judicial não interfere na rotina acadêmica da universidade ou nas atividades das escolas de Educação Básica. “Todas as disciplinas previstas continuam ofertadas. O calendário de aulas e demais atividades seguem normalmente. É uma crise financeira e não acadêmica” reforça o reitor. A intenção é normalizar o pagamento dos professores e dos funcionários do administrativo com a aprovação da recuperação judicial. Atualmente, falta 30% para finalizar o pagamento da folha de março. A Ulbra tem cerca de 4 mil funcionários.