Varredura no cemitério às catas de mosquito

Foto: Márcio Brasil

Santiago – Mais de 100 agentes comunitários e de controle de endemia de Santiago, Unistalda, Itacurubi e Capão do Cipó participaram de uma capacitação em vigilância e controle do aedes aegypti promovida pela Secretaria de Saúde do Estado e 4ª Coordenadoria de Saúde. Nesta quarta todos colocaram em prática o treinamento, fazendo varredura no cemitério. A combinação de chuva, seguida de dias quentes é prato cheio ao mosquito da dengue, que aproveita qualquer tampinha com água para depositar ovos. Um cemitério, um ferro velho, uma caixa d’água descoberta é tudo o que o aedes precisa.