Está ruim e pode piorar

Publicado por em .

(por Denilson Cortes)

A situação financeira do RS não está pior graças a uma liminar que desobriga o pagamento de mais de 300 milhões mensais aos cofres da União. Salários são pagos com atrasos há quatro anos, professores estão em greve e a Segurança Pública promete parar no dia 5 de dezembro. Nem a mais otimista previsão aponta quando a situação poderá melhorar. Ao contrário. A seguir neste ritmo, infelizmente poderá piorar, já que o Estado chegou ao fundo do poço e ninguém consegue encontrar a saída. O ano deve fechar com mais despesas do que receitas. Até 25 de novembro, a arrecadação bateu em 58 milhões. E a despesa está em 64 milhões.

A situação é tão ruim que, da receita total, sobra apenas 1% para ser gasto em infraestrutura e manutenção. Isso significa que, da previsão de arrecadar 65 bilhões em 2019, sobrariam apenas 650 milhões para investimentos, quase o mesmo valor do duodécimo que é repassado ao Tribunal de Contas e à Assembleia Legislativa. Não há saída a curto prazo e não será penalizando o funcionalismo que o governador irá colocar o salário em dia (dificilmente conseguirá nos próximos meses). O jeito é arrecadar mais, mas como fazer isso sem aumentar impostos?