A dor de perder um filho- 21/10/11

Nova Esperança – A morte do policial militar Édipo Aníbale Zambeli, 23 anos, trouxe muita dor para os pais, familiares e amigos do jovem que realizou o desejo de ser brigadiano. Édipo era o único filho do casal José Édson Zambeli e Marilene Anibal Zambeli e tinha um filho, que mora em Santa Catarina. Ele foi sepultado em Nova Esperança, com honras militares.O crime – Na noite de sábado, o brigadiano saiu de casa para ir a uma padaria no centro de Viamão, cidade que trabalhava. O assassino chegou de carro, entrou e atirou três vezes. Um colega de Édipo, que estava no local, teria reagido e atirou no marginal, que fugiu. A suspeita é que Édipo tenha sido morto por engano, pois o outro brigadiano teria matado o líder de uma quadrilha de traficantes. A polícia civil já identificou um suspeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *