Baleado ao chegar em casa – 16/09/11

Mistério dá serviço à polícia: assalto ou vingança?Passa bem o militar Daltro Ben Rosso, 44 anos (da Artilharia) que foi baleado na noite de segunda quando chegava em casa de carro, na rua Cacilda Genro – bairro Céu Aberto. Ele foi surpreendido por um encapuzado armado que o esperava no pátio. O bandido deu três tiros, dois atingiram Daltro, um no peito, outro na nuca. O atirador fugiu no Audi do subtenente, que foi socorrido pela filha e levado ao hospital. No outro dia, ele foi levado a Santa Maria para a extração das balas. Antes, deu depoimento dizendo não saber o motivo do ataque. Mistério – Como o veículo foi largado atrás do hospital sem dano algum, até com a chave na ignição, a polícia civil desconfia que não era um assalto. Os policiais retiraram as impressões digitais do atirador, mas ainda não há suspeitos. Os policiais militares que atenderam a ocorrência, contaram que o atirador teria dito ao militar: “Tu perdeu, tu perdeu” e foi atirando. Assim que foi baleado, Daltro correu para dentro do pátio e caiu enquanto o marginal fugia com seu Audi. Por um trizUma das balas atingiu a membrana do coração, causando hemorragia e parada cardíaca. A outra pegou na nuca e por milímetros não atingiu a coluna, o que poderia deixá-lo paralítico. O socorro feito na hora também ajudou a salvar sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *