Ela sobreviveu à febre amarela – 1°/05/09

A bossoroquense Luciane Machado Pereira é uma das poucas sobreviventes da febre amarela. Ela contraiu a doença no final do ano passado quando foi acampar com os amigos num rio próximo à cidade. “Ao chegar no local encontramos alguns bugios mortos. Eu não lembrava se tinha feito a vacina. Passou alguns dias e senti os sintomas; vômito, dor de cabeça e febre. Consultei três vezes e, na última, mandaram que eu fosse para o hospital em São Luiz. Fazia uma semana que não me alimentava. Fizeram exame de gravidez e deu negativo.” A descoberta- Após ficar alguns dias em observação os sintomas diminuiram e Luciane voltou para Bossoroca. “Passadas duas semanas, uma médica da cidade suspeitou que era febre amarela pelo estado amarelo de minha pele. Solicitou o exame e confirmou-se a doença. Tive muita sorte. Agradeço a Deus e aos médicos por estar viva.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *