Hospital x Conselho de Saúde – 15/05/09

Impasse da verba da hemodiálise longe de uma solução – Segue a polêmica entre o Conselho de Saúde e o Hospital de Caridade, tudo porque seus integrantes votaram contra o repasse mensal de R$ 3.980,00 para o setor de hemodiálise. É que a Prefeitura gastava esse valor com o transporte de pacientes a outros municípios e, num acordo com o ex-prefeito Chicão, tudo seria revertido ao hospital por dois anos para ajudar a pagar os equipamentos da hemodiálise. “Não há outros municípios que paguem por isso”, observou Eva Müller, presidenta do conselho, então o repasse deve ir para o programa Inverno Gaúcho (que atua contra as doenças de inverno).Alternativa – O diretor Rúderson Mesquita disse que não será por falta desse dinheiro que o hospital vai se abalar. “O Conselho foi insensível ao trabalho de trazer a hemodiálise”, declarou. A direção reuniu-se com o prefeito Júlio Ruivo, o qual deve encontrar uma alternativa. Outros repasses “Quantas vidas foram salvas graças aos equipamentos? A Prefeitura repassa cerca de R$ 140 mil, mas esse valor é para o pagamento de médicos e demais profissionais que atuam no Pronto-Socorro. Não sobra nada para o hospital. O que fica são R$ 1.600 do aluguel da peça do pronto-socorro”, diz o administrador Rúderson Mesquita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *