Ivana Genro: aceito concorrer a prefeita – 25/03/11

A professora Ivana Genro Flores está de volta a Santiago depois de um período em Porto Alegre. Ela foi entrevistada no Expresso no Ar e contou um pouco de sua experiência na Secretaria de Educação do Estado, com Yeda Crusius. “Chegávamos às 8h e saíamos às 23h. Era um regime de loucura de tanto trabalho”, lembra Ivana. Ela enumerou diversos feitos no Estado, como o equilíbrio nas contas, os investimentos na segurança com mais de 7 mil policiais nas ruas e também a reestruturação das escolas. Lembrou que havia falta de professores e que muitos estavam fora de sala de aula, atuando em setores burocráticos. Sobre a atuação política do governo, declarou que nunca houve linha para que qualquer partido tivesse benefícios. “As pessoas eram atendidas de forma igual. Fosse do PT, do PMDB, do PDT, enfim. Isso é profissionalismo”, observou.Ela assustou o PP- Foi no ano de 2000 que o ex-prefeito Chicão se elegeu prefeito pela primeira vez, ao lado de Júlio Ruivo. Mas só depois de ter enfrentado uma acirrada campanha, disputada contra Accácio Oliveira (PMDB) e Ivana Genro (na época, PDT). Naquela eleição, Ivana despontou como liderança de oposição, batendo de porta em porta, conversando e fazendo comícios. A diferença foi de 1.200 votos e foi a última vez que os partidos de oposição chegaram a preocupar o PP santiaguense. Ivana lembra dessa história. “Foi quando conheci a minha cidade duma maneira que nunca tinha visto. Pude conversar com as pessoas e saber de seus anseios. Foi uma experiência transformadora e que pretendo repetir”, disse Ivana.A hora das mulheres- Ivana antecipou que estaria assumindo a presidência do PSDB de Santiago e que pretende organizar o partido e torná-lo mais forte para a próxima eleição. Desde já, ela anuncia que aceita ser candidata a prefeita ou a vice e argumenta que os líderes de seu partido e dos demais devem fazer o mesmo e trabalhar pelo desenvolvimento. “É preciso ter coragem para assumir uma postura. Isso é democracia e possibilita a escolha de nomes preparados a fim de eleger uma boa proposta”, disse Ivana, acreditando que chegou a hora das mulheres estarem à frente da política santiaguense. “Já tivemos uma mulher como governadora e temos uma como presidenta. Por isso, Santiago deverá ter também uma prefeita”, opinou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *