Multada na própria garagem 24/10/08

A santiaguense Vera Lúcia Ataídes Cardoso chegou a chorar ao ser multada, segunda-feira. Ela estacionou seu carro na frente de sua garagem, ao lado da Pé Quente Loterias, e levou multa da Brigada Militar. Vera conta que chorou e pediu para que os policiais apenas a advertissem. Ainda disse que o capitão Müller pediu para que ela não chorasse para não constrangê-lo. Ele também teria dito que aplicaria a multa, mas que bastaria ela recorrer que “não daria em nada”. O comentário revoltou ainda mais a motorista. “Se não ia dar nada, para que multar? Dirijo há 30 anos e nunca havia sido multada. Foi acontecer logo na frente da minha casa!”, lamentou, informando que seguidamente sua garagem é interrompida, sem a intervenção dos policiais.Bom senso- Para a advogada Roselaine Esmério, os policiais deveriam ter usado o bom senso. “A falta de estacionamento é um problema. No caso da Vera, a Brigada deveria só advertir”, observou. A respeito do caso, há diversas decisões judiciais (jurisprudências): “O motorista que estaciona em frente a garagens só pode ser multado se o proprietário reclamar”.Multa correta- Para o major Chaves o policial aplicou a multa corretamente. “As pessoas não devem usar espaço público para fins privados. O acesso à garagem não significa um estacionamento particular”, observou. Ele reconhece a falta de estacionamento, mas é problema da prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *