Oito mil livros na praça 14/11/08

Os santiaguenses aproveitaram a Feira do Livro para enriquecer o vocabulário e buscar conhecimentos. Foram vendidos mais de oito mil exemplares. Os livreiros apontaram o evento como um dos melhores de 2008 no Estado, principalmente pela estrutura e participação de estudantes e comunidade. Conforme a coordenadora da feira, professora Eleni Bitencourt, mais de sete mil pessoas visitaram o local, que neste ano teve várias atrações culturais e recorde de sessões de autógrafos, com autores locais e de outras partes do Estado.Nesta feira tem goteiraNo primeiro dia da Feira do Livro, o escritor Oracy Dornelles participou de uma sessão de autógrafos de seu livro “Páginas Impossíveis”. Nem a forte chuva foi capaz de tirar a irreverência do escritor, que puxou de seu guarda-chuva e seguiu autografando a sua obra. A cena chamou a atenção, pois a estrutura da feira contava com um lonão, resguardando todos das intempéries. Oracy justificou: “é que tem uma goteira bem onde me colocaram para sentar”, garantiu.Ayda Bochi Brum: a nova escritoraAyda Bochi Brum se consagrou como professora e fundadora da URI-Campus Santiago. Agora, ela passará a ser lembrada também como escritora. Na última semana, durante a Feira do Livro, foi lançado o 4º livro de poesias da coleção Santiago do Boqueirão, seus Poetas quem São?, que foi dedicado aos trabalhos de Ayda, que mostra o seu lado sensível e poético, merecendo elogios de todos. A sessão de autógrafos de Ayda foi a mais disputada da feira e teve imensa fila. Teve gente que esperou mais de meia hora para conseguir um autógrafo da escritora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *