Presídio de Santiago: denúncias rebatidas – 15/01/10

Um leitor escreveu ao Expresso, denunciando que no presídio de Santiago se vê o uso de celular pelos presos e que alimentos não podem ser levados etc. Conforme o diretor Ronaldo Lavarda, o uso de celulares e drogas nos presídios não é fato isolado de Santiago. “Trata-se de uma das mazelas do sistema carcerário. Mas quando o autor da carta fala que nada é feito, é mentira. Tentamos coibir de todas as formas a entrada desses e de outros materiais proibidos, o que nem sempre é combatido com 100% de resultado”, diz Lavarda.Normas e horários“Certo dia houve até a tentativa de jogar uma arma municiada dentro do presídio, o que foi visto pelos agentes. Várias vezes também foram retirados celulares durante as revistas diárias nas celas. Já os alimentos, materiais de higiene e tantos outros objetos são levados pelos visitantes com a nossa permissão, mas existem normas e horários. Se alguma vez não foi permitida a entrada de algum alimento é porque era algo proibido ou foi levado fora do horário. A Administração nada tem a esconder”, complementa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *