Roque Polga observa: até há vagas, mas – 25/06/10

Algumas empresas da construção civil têm dificuldade para contratar profissionais em Santiago por falta de capacitação. Quando essas empreiteiras precisam fazer serviços em outras cidades, levam os trabalhadores preparados, deixando o município desguarnecido. Roque Polga, da Construtora Polga, diz que os poucos profissionais competentes da cidade já estão atuando. “A carência se deve ao desinteresse da juventude em capacitar-se. Nossa construtora teria vagas para cerca de oito pedreiros profissionais, mas muitas vezes eles não preenchem os requisitos, seja por falta de capacitação ou até mesmo por problemas como alcoolismo”, frisa. A empresaHá 25 pintores em Santa Maria, sete são de Santiago e três de Bossoroca, os outros 15 são santa-marienses. “Estamos pintando um condomínio com 1.800 casas, destas, 100 estão prontas; e renovamos o contrato para mais 180. Oferecemos casa, alimentação, transporte e equipamentos para o trabalho“, detalha. Polga salienta que a contratação de mulheres para serviços leves seria uma boa opção, já que elas teriam mais calma para o aprendizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *