Secretaria fecha turmas de escola municipal e pais reclamam

Publicado por em .

aurora

Foto: Reprodução Facebook

Santiago – A escola municipal Aurora Melo Lubnon, no bairro Guabiroba, ficou agitada no final da tarde de ontem, 9. Pais, alunos, professores e até vereadores protestaram contra o fechamento de turmas anunciado pela equipe da secretária de Educação, Mara Rebello. Com o término das turmas de anos finais, no mínimo 18 alunos precisarão ser remanejados. A escola atende alunos do bairro Guabiroba e Missões.

No início do ano, a secretária garantiu ao Expresso que nenhuma turma ou escola seria fechada, pois o município havia encontrado a solução com a multisseriação (o professor trabalha com alunos de diferentes séries na mesma sala). No entanto, a decisão de remanejamento de alunos se deu após o número de matriculados nas turmas de 6º, 7º e 8º anos não fechar com o índice de alunos frequentes. De acordo com a secretaria, há 28 matriculados, mas apenas 18 estavam indo às aulas, chegando a apenas seis estudantes por sala. “Para cada turma precisamos dispor de oito profissionais, ou seja mais professores que alunos”, disse a secretária.

aurora1

Reprodução Facebook.

Alguns pais disseram à imprensa que não vão tirar seus filhos da escola e exigem explicações da prefeitura, alegando que receberam promessas de que a escola manteria suas turmas. A secretaria já garantiu que a decisão não tem volta devido à questão econômica. Mais informações sobre o caso você confere na próxima edição do Expresso.

1 comment

  1. Avatar
    Cristiane Zamperete

    Lamento. Mas as i formações não procedem,estávamos spenas com 2 alunos sem frequentar. Os demais ja tinham voltado. Acontece que no dia que a sra secretarua foi na escola na quinta após o carnaval,realmente estavam poucos. E lamentável toda essa situação ,pois temos uma ata onde a secretaria confirma as turmas abertas. Essa atado dia 20 de fevereiro,juntamente com os pais. Após o início do ano letivo,recebemos novamente a visita da secretária ,nos comunicando o fechamento das turmas. O que causou grande indignação por parte da comunidade escolar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *