Tá ruim, superlotado… – 22/04/11

…mas tentando melhorarO Presídio Estadual de Santiago poderia receber não mais que 52 pessoas. Porém, são 118, seis mulheres e 112 homens. O diretor Antônio Vieira frisa que em oito anos a população carcerária subiu em torno de 20% no presídio da cidade. São 49 apenados no semiaberto e dez no regime aberto. Se tiverem carta de emprego, trabalham o dia inteiro na rua, voltando somente para o pernoite. Já o albergue tem de 48 lugares, 47 já ocupados. Destes, 36 trabalham diariamente. Mesmo assim, a atual diretoria entende que é preciso instalar cursos profissionalizantes em parceria com o SENAI e instituições do gênero.Ambiente melhorado – O presídio está passando por reformas, como a troca de pisos e pintura interna. O dinheiro da obra foi repassado pelo Poder Judiciário. Já o serviço é feito pelos próprios presos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *