Vó Aurora: atividades prosseguem – 19/03/10

Há pouco, a Creche Vó Aurora foi notícia em função das exigências da Promotoria, pois não estaria de acordo com as normas do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA). Com isso, ela não receberia mais ajuda pública e as crianças teriam que ir para outros locais, tais como Lar dos Meninos ou casa de familiares.Creche comunitária – A diretora Juraci Flores contesta e tenta seguir com as atividades, já que muitas crianças não teriam para onde ir, sendo que de cinco ela tem a guarda. E conta que participou de uma reunião com a promotoria e Assistência Social para esclarecer. Juraci pediu mais prazo para se adaptar, dizendo que a regularização será pela continuidade dos trabalhos com as crianças de famílias pobres como creche comunitária.Antes do ECA – Conforme Luiz Roberto da Silva, diretor do Centro Espírita Assistencial que mantém a creche, ela existe há 24 anos, desde quando não havia o Estatuto (ECA), que regulamentou a adoção. A entidade recebia jovens sob risco de vida e, atualmente, devido à lei, isso cabe ao Conselho Tutelar, que vai indicar a instituição que deve acolher essas crianças, enquanto a adoção não é regulamentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *