A cultura do EU

Publicado por em .

A cultura do EU

Imagem ilustrativa.

(Arlindo Disconzi)
Vivemos em uma sociedade na qual a maioria das pessoas se preocupa mais com o “eu” do que o “tu”. Este comportamento individualista e consumista só atende apenas aos interesses do indivíduo e não se importa com os que estão à sua volta, algo contra os princípios cristãos.

Desde os primeiros seres humanos, se viveu com o outro, o “tu”, como no caso a companheira que permitiu que a raça humana não desaparecesse. Não ver a necessidade do próximo dá um estilo egoísta e só tem valor o que lhe dá prazer e benefícios imediatos.

Riquezas e títulos, tudo termina no cemitério. Tenho visto também que a cultura do eu leva, às vezes, à compulsão de comprar. Ledo engano. Essa compulsão só traz benefícios momentâneos, e o cartão de crédito, a internet, facilitam as compras sem sair de casa. Diariamente somos bombardeados pelas propagandas: “tenha mais”, “seja mais”.

O resultado é que 63% dos brasileiros gastam mais do que ganham. Às vezes, se endividam para manter as aparências.

Se na compulsão da compra você para e se pergunta: preciso realmente disso? Tenho a necessidade disso? Segundo pesquisas, 50% que se fizeram essa pergunta, desistiram dela.

Somos seres de relacionamento. Não se isole. Cuidado, pois o uso de redes sociais em excesso diminui o relacionamento real.