A importância da leitura na qualidade de vida

Publicado por em .

(Arlindo Disconzi)
O ato de ler aumenta o conhecimento, descobre novas palavras, aumenta o intelecto, a imaginação e a criatividade. Também é uma fonte de lazer.

É na leitura que aprendemos parte de nossos conhecimentos, inclusive profissionais. É lendo, que melhoramos a escrita. Quando você lê um livro você viaja no conteúdo sem sair do lugar. Seu cérebro vai aumentando seus conhecimentos, pois diversos pontos dele são acionados, desenvolvendo o raciocínio e apurando nossa capacidade de interpretar. Também reduz o estresse.

Infelizmente, com as comunicações sociais; Tv, computador, celular whattsap etc, o ato da leitura está ficando em segundo lugar, porém, nunca irá desaparecer pois médicos, engenheiros, psicólogos, advogados etc jamais se formarão só com os conteúdos das redes sociais. Todos precisam de livros e por isso o livro nunca vai desaparecer, como pensam.

Segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, encomendada pelo Instituto Pró Livro, o brasileiro lê quatro livros por ano, um dos mais baixos índices do mundo. Na Argentina, a média é de 12 livros, por habitantes por ano.

Outra pesquisa diz: quem lê na terceira idade 30 minutos por dia tem 38% menos chance de ter Alzheimer, lembrando, ainda, que a leitura na terceira idade, além de ser um lazer e cultura, também diminui o isolamento.

Quem tem o hábito da leitura, fica com o senso crítico mais apurado, melhora sua oratória e expressão aumentando o grau cultural, pode falar e entender diversos assuntos.

A leitura é para o cérebro, o que o exercício físico é para o corpo. Faça o hábito da leitura 30 minutos por dia.