Ácido acetilsalicílico (AAs e Aspirina)

Ácido acetilsalicílico (AAs e Aspirina)

(Arlindo Disconzi)
O AAS é extraído da casca do sabugueiro. É usado mais usado no mundo como analgésico, antifebril e antioxidante desde 2400. Já no século V aC, Hipócrates escrevia que o pó da casca do chorão aliviava as dores e baixava a febre. Hoje é produzido sinteticamente com o nome de AAS e Aspirina. Ele deve ser ingerido após as refeições e se evita o uso junto com álcool. Nunca tome o segundo comprimido antes de quatro horas.

Os para-efeitos (efeitos não desejados) são dor de estômago causado pela gastrite que pode provocar, hemorragia, mesmo que imperceptível, e reações cutâneas. Atualmente também é usado como anticoagulante, ele “afina” o sangue, como diz o leigo.

O comprimido normal usado como analgésico tem 500mg. E na dosagem de 75 ou 100mg é usado como anticoagulante preventivo de doenças vasculares periférica, infarto e AVC.
Destacamos a recente pesquisa de médicos brasileiros da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e que foi confirmada pelo Journal of Clinical Pharmacology dos Estados Unidos. Essa pesquisa diz que a dosagem de 75 ou 100mg usado como prevenção das doenças vasculares periféricas pode ser usada uma a cada três dias (alívio para o estômago).