Candidatos fichas sujas

Publicado por em .

O Tribunal de Contas da União publicou a lista com o nome de mais de 100 políticos gaúchos que não poderão concorrer em outubro. Todos foram condenados por não terem suas contas aprovadas quando ocuparam cargos públicos. Nesta lista não aparece nenhum nome da região, até porque para estar inelegível é preciso ter condenação em instâncias superiores. O entendimento do TCU para não deixá-los concorrer é louvável, mas também é preciso que nós, eleitores, analisemos a ficha de cada um dos candidatos que aparecerão em nossa porta pedindo votos. Melhor fazer essa análise antes de votar, do que ficar com a consciência pesada depois.

Eis alguns pontos básicos que precisamos analisar: o candidato já desempenhou função pública? Se sim, como se saiu? Houve suspeita de mau uso do dinheiro ou desvios? Se estreante, têm condições de ser um bom prefeito ou vereador? Também é bom informar-se com vizinhos, familiares e amigos sobre a “ficha corrida” de todos eles na vida particular. Quem é caloteiro, sempre vai ser caloteiro. Uma dívida não condena ninguém, mas ter contas a pagar com Deus e o mundo, esse merece ser descartado. O eleitor deve estar pensando. “Bah, Denilson, se for analisar assim, não sobra ninguém”. Pois é. E isso que eles ainda não têm o poder nas mãos.