Frases que parecem completas. Só parecem…

Publicado por em .

joao cartola siteÉ comum ouvirmos “o senhor gostaria de um lanche agora?”, com o falante “comendo” também o verbo “ganhar ou comer”. “O senhor gostaria de ganhar/comer um lanche agora?” seria o correto. Também se ouve: “esta é a fruta que mais gosto” em vez de “esta é a fruta de que mais gosto”, pois quem gosta, gosta de algo.

Outros exemplos dados pelo
Instituto Euclides da Cunha
“Sabe aquele lugar que você planejava viver no futuro? A inauguração é hoje.” Assim foi escrito no lançamento de um condomínio. A construtora se preocupou com os “apartamentos mobiliados”, mas a agência de propaganda falhou no texto. O correto seria: “Sabe aquele lugar em que você planejava viver no futuro?”

O verbo viver precisa da preposição “em”. (você vive em um lugar). Neste caso, a preposição se desloca para a frente do pronome relativo que, que introduz a oração subordinada na qual se encontra o verbo que rege a preposição.

A marca em que você sempre confiou está de volta. (confiar em). Só faço as coisas de que gosto. (gostar de). Não publicou as notas mais importantes a que me referi. (referir-se a).

É natural dizermos “confiou na marca, gosto de coisas boas, eu me referi a notas importantes”; porém, é preciso um bom ouvido para reconhecer a falta da preposição quando ela está distante do verbo. Nem todos sentem que o slogan da Texaco (O posto que você confia) fere a gramática. Mas seria ótima a retificação para “o posto em que você confia”. No cotidiano a tendência é simplificar, mas quem quiser escrever no padrão culto não pode omitir essa preposição antes do pronome relativo.

Obs.: Pronome relativo é uma classe de pronomes que substituem um termo da oração anterior e estabelecem relação entre duas orações).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *