O beijo

Publicado por em .

(Arlindo Disconzi)
Dia 13 se abril foi o dia do beijo e é sobre isso que vamos falar.

DEFINIÇÃO: O beijo é o toque dos lábios sobre pessoas, animais ou objetos queridos ou venerados demonstrando amor.
O mais antigo beijo aconteceu há 2.500 anos a.C e está representado em uma pintura na parede de um templo na Índia.

TIPOS DE BEIJOS: Na testa, é sinal de respeito; na boca, sinal de amor; na mão, sinal de reverência; nas bochechas, de saudação.

No Brasil há lugares em que esses beijos são dois, outro, três (o problema é acertar quantos na hora).
Os romanos classificavam em três tipos: basium, entre conhecidos; osculum, entre amigos; e suavium, entre amantes.
Falando em medicina, o beijo transmite, em média, 80 milhões de bactérias pela saliva, mas que podem ser benéficas, fortalecendo o sistema imunológico, pois a maioria das bactérias já temos na flora intestinal. Mas para isso, o ou a “beijante” não deve ter infecção na boca e garganta.
O lado positivo do beijo demorado é que ele produz endorfina, hormônio do prazer e alivia o estresse.
O rei Henrique VI, da Inglaterra, no século VI, proibiu o beijo no país para evitar doenças.
Os esquimós beijam esfregando o nariz.
No reino animal, também há cenas que lembram o beijo; nas aves, o raspar de bicos; o jogo de antenas em certos insetos; o lamber do cão, gato e urso.

ATRAPALHAM O BEIJO: Mau hálito, olhos abertos, nervosismo, fumantes, excesso de baton ou perfumes, aparelhos odontológicos etc. O beijo é a menor distância entre dois apaixonados.