Será o fim do Facebook?

(Sandra Siqueira)
Lideranças mundiais estão encostando na parede o criador do Facebook depois de denúncia sobre uma das maiores violações de dados pessoais das redes sociais. Acusaram o Facebook, Twitter e YouTube de não fazer o suficiente para prevenir a distribuição de fake news (notícias falsas), discurso de ódio e abuso em suas plataformas. Muitos ainda decretaram que deve haver maior responsabilidade de algumas empresas de tecnologia pelo impacto que estão tendo no mundo.

Mark Zuckerberg, criador do Facebook, tem feito de tudo para não perder o status de “plataforma”, que o protege judicialmente pelo que acontece na rede. Escreveu textões, comprou mídias de páginas inteiras nos maiores jornais do mundo para pedir desculpas (apelou para quem tem credibilidade). Esse esforço todo é justamente para não acabar tendo que se submeter a regulações impostas por governos pelo mundo afora e tentar conter uma campanha massiva #deletefacebook. Até onde isso está dando certo? Será o fim do Facebook?