Trovas do Atanásio

Publicado por em .

(Tadeu Martins)
O diabo sai voando
Com uma tocha na mão,
Mirou o Museu do Rio
E atirou na direção,
Incendiar coisas dos outros
Sempre foi sua vocação

Sampou a tocha de fogo
Com endiabrada má fé,
Pra queimar a nossa história
E ainda no contrapé,
Levar a nossa Luzia
E o trono de Daomé.

Fósseis, múmias, livros raros
E acabar com o restante,
Foi um plano organizado
Pois não se encontra o flagrante
Na hora que sampou fogo
Correu e fechou o hidrante.

Queimando milhões de itens
Tipo um papel que se amassa,
Que cai dentro da fogueira
E o destino desamassa
Pra refazer nossa história
Nalgum Museu de Fumaça.