Uma noite mágica

Publicado por em .

(Arlete Gudolle)
Reitero que me enterneço com certas ações e me encanto com as pessoas que as praticam. Além da admiração, sinto necessidade de reverenciá-las e destacar a grandeza das atitudes. Nos 69 anos do Cristóvão Pereira, festejado em 21 de março, a escola onde ministrei aulas de Francês, Português, Literatura e Redação e o fiz com muito amor, reencontrei pessoas especiais. Retornar a local de tantas e lindas lembranças, transbordou-me de emoção e saudade. Saudade de um tempo sem retorno, em que os alunos valorizavam professores, eram interessados, respeitadores, amorosos e brilhantes. Não há mais alunos como aqueles! Dentre os professores que reverenciaram o Cristóvão, muitos deles foram meus alunos. Com que felicidade os abracei e com que carinho fui abraçada!

Na noite mágica, olhos brilhantes, sorrisos abertos e corações emocionados, fomos tecendo, com meadas de ternura e encantamento, os anos que juntos vivemos, as angústias e a vontade de acertar que compartilhamos. O encontro aconteceu graças ao empenho das adoráveis Marelisa Obregon Vielmo Bianchini, Mara Vaz, Rejane Ilha Soares, Marileusa Faccin de Brum e Mari Noeli Batista. A dedicação, o carinho e o tempo que dispensaram para reunir professores aposentados do Cristóvão emprestam palavras para lhes agradecer a noite mágica e evidenciar o quanto me fez bem o reencontro. São de pessoas assim que vislumbro um mundo melhor em que a abnegação se encheu de asas e de braços para envolver aqueles que disseram presente à chamada delas.