Vidas salgadas

Vidas salgadas

(por João Lemes)
Como vamos mudar o Estado, o Brasil se não conseguimos resolver coisas tão pequenas e que não levam à nada? Como vamos dar jeito no resto e exigir bom trabalho dos agentes públicos se entupimos delegacias, judiciário e demais órgãos públicos com coisas fúteis? Em alguns casos, bastaria um ceder um pouco e permitir o entendimento, a política da boa vizinhança, o amor e a paz.

Em São Francisco, por exemplo, há pouco uma moradora deu parte porque a vizinha lhe perturbava, acusa suas filhas de terem jogado pedras em sua casa etc. Depois, a acusada jogou sal na casa da comunicante, espalhando sobre a cama das crianças. A vítima questionou tal atitude e só ouviu palavrões. Movida pela raiva, as duas moverão ações mutuamente. Pode? Pode. É direito. Mas será que precisava? A vida precisa de mais mel e menos fel. Menos sal e mais açúcar ou ela será a cada dia mais amarga para todos nós.