O nascer de um partido

O nascer de um partido

Deputado Ubiratan Sândernon, Amilton Ferreira e deputado tenente Zucco.

Santiago – Os membros do PSL reuniram um grande público para receber dois futuros deputados e fazer filiações. O CTG Os Tropeiros ficou lotado pelos que foram ouvir o tenente Zucco (estadual) e Ubiratan Sânderson (federal). A noite ainda reservou momentos para a filiação partidária, conquistando de imediato um número expressivo de integrantes da sigla do novo presidente da República. Pessoas que nunca foram política assinaram ficha. Alguns ferrenhos defensores de outros partidos também aderiram à nova sigla, a que mais cresce em todo O Brasil.

Pedidos da região
Na oportunidade, muitas lideranças foram levar reivindicações. A organização foi do empresário Amilton Ferreira, que apoiou os novos deputados, conquistando elevada votação.

A receita sem roubar
Sânderson lamentou a situação das estradas, a péssima educação e a saúde. Disse que desde o governo FHC, o Brasil vem sendo conduzido por quadrilhas. “Receita mágica não há. Simplesmente vamos ter equipes de qualidade que saibam trabalhar e não roubar. O governo não sendo estorvo aos que querem produzir, já fará grande coisa”, ponderou.

Sobre os Direitos Humanos
Os novos deputados prometeram muito trabalho. “Os Direitos Humanos devem ser para os humanos direitos”, disse o tenente Zucco, se referindo aos policiais e demais cidadãos que são alvos de bandidos a toda hora. “Temos que moralizar a segurança. Precisamos de educação de qualidade sem caráter ideológico”, observou.