O prefeito e os apadrinhamentos

O prefeito e os apadrinhamentos

(por Denilson Cortes)

A grande maioria dos prefeitos brasileiros votou em Bolsonaro para presidente. E agora estão contando vantagem, dizendo que elegeram alguém que está montando o governo diferentemente do que fizeram até hoje os demais governantes, priorizando pessoas com conhecimento técnico, no lugar do tradicional apadrinhamento e do toma lá, dá cá. Bolsonaro está, sim, convidando para os principais cargos pessoas com alta capacidade em suas áreas. Mas será que os prefeitos agem desta maneira?

Quantos secretários de sua cidade são filiados ao partido do prefeito? Ou pertencem a alguma família que o apoie na administração e financeiramente na época da eleição? Não está em discussão a capacidade para desempenhar o cargo, ou o prefeito não o teria convidado, mas ao fato da história se repetir em todos os municípios. Com o novo presidente deixando partidos de lado e nomeando profissionais altamente capacitados para ministros e diretores de estatais, está na hora dos prefeitos seguirem pelo mesmo caminho. Secretário há muito tempo no cargo significa duas coisas: competência acima da média ou apadrinhamento.